Associação Humanitária de

Bombeiros Voluntários de Ourém

B.V. Ourém   249 540 500    B. V. Ourém 
C. S. Ourém   249 540 630    C. S. Ourém 
P.S.P. Ourém   249 540 440    P.S.P. Ourém 
G.N.R. Ourém   249 540 310    G.N.R. Ourém 

 

[ 1980 - 1989 ] 

Em 1980, realiza-se uma significativa cerimónia, em que aproveitando a entrega de galões ao segundo comandante e Ajudante do comando, recentemente promovidos – “A Direcção tomou conhecimento do ofício numero três barra oitenta do comando, em que visa a passagem ao Quadro Honorário do segundo comandante da nossa Corporação Senhor Mário Costa dos Santos e do chefe de serviço Senhor Agostinho Vieira Picota.

Importante marco para esta Corporação foi a estreia da Fanfarra, durante as cerimónias do dia sete de Junho de 1980, de baptismo de quatro viaturas e entrega de galões ao segundo comandante e Ajudante do comando, recentemente promovidos.

Em 1980, através do movimento Caxarias a Concelho, nasce a ideia da criação de uma corporação de Bombeiros desta vez com escritura pública. Celebrada no Cartório Notarial de Ourém, os Bombeiros Voluntários de Caxarias, iniciam oficial e legalmente a sua existência a 10 de Maio de 1983, no entanto o processo só estaria concluido anos mais tarde. Depois do parecer positivo da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ourém, a tão desejada homologação do Corpo Operacional de Bombeiros de Caxarias, viria a acontecer em 27 de Dezembro de 1996.

Nos finais de Novembro de 1980, começa a tomar forma a ampliação do quartel, já que tinha sido adquirido um terreno contíguo pela soma de 1.700 contos. A ampliação das instalações irá permitir uma adequada recolha para as suas viaturas e deixará disponível a parada para instrução dos recrutas-aspirantes a bombeiro.

Os elementos efectivos da Corporação atingem cerca de uma centena e a eles se podem somar mais 25 que, ainda se encontram em fase de instrução.

Se nestes anos 80 o concelho é marcado por numerosos incêndios, também não é menos verdade que os valorosos soldados da Paz de Vila Nova de Ourém também se destacam nos concursos de Bombeiros, quer nacionalmente, que a nível internacional.

Em 1984 a Direcção dos Bombeiros Voluntários de Vila nova de Ourém recebia um “ofício datado de vinte de Março da Junte de Freguesia de Freixianda informando do resultado da Assembleia para a criação duma secção desta corporação naquela sede de Freguesia. Face à pretensão apresentada pela Junta de Freguesia de Freixianda, relativamente à criação de uma secção de Bombeiros na sede daquela freguesia e tendo em consideração os contactos já havidos entre o comando, Direcção e respectiva Assembleia de Freguesia, foi deliberado concordar-se com a criação da citada secção, já que o comando, oralmente ouvido, entendeu ser pertinente tal aspiração. 

No Domingo dia 3 de Março de 1985, realizou-se a finalíssima do Concurso Nacional de Manobras, em Coimbra para apuramento do representante de Portugal no concurso internacional a realizar na Áustria, em Julho, que mereceu um natural destaque quer na imprensa nacional, quer local.

A 19 de Maio de 1985 era criada a 6ª secção dos Bombeiros Voluntários de Ourém. Foram impostas insígnias a “22 valorosos rapazes, os quais antecipadamente haviam tido preparação adequada e prestado provas, tendo todos sido considerados aptos e promovidos a Bombeiros de 3.ª classe”. Este cerimonial acompanhado pela fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Ourém decorreu “na parada do quartel, tendo-se procedido ao içar das bandeiras nacional e dos Bombeiros de Ourém”. Depois das intervenções oficias, “os novos Bombeiros desfilaram por algumas ruas da localidade, fazendo-se transportar num carro pesado e outro ligeiro de fogo e uma ambulância, viaturas estas que, para já, ficam distribuídas à secção”.

img historia a80

Realizando-se de 15 a 21 de Julho de 1985, na cidade de Vocklabruck na Áustria, o XV Congresso Internacional, os Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Ourém foram uma das corporações presentes.  Os Voluntários de Vila Nova de Ourém, concorreram na classe A, onde os nove elementos não podem somar mais de 269 anos. A nossa corporação realizou a sua prova, tendo feito o tempo da manobra em 55 segundos e o de pista em 66 segundos. Concorreram 48 equipas. Desta maneira, Ourém conquistou uma medalha de prata, ficando em 9° lugar na sua série, de notar que a equipa vencedora fez o tempo de manobra de 39 segundos e o de pista em 62 segundos.

A própria Liga dos Bombeiros Portugueses resolveu homenagear os Bombeiros portugueses que participaram no concurso internacional da Áustria, juntando as três corporações, de Batalhão de Sapadores Bombeiros do Porto, Bombeiros Voluntários de Rebordosa e os Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Ourém. Reunidos em Vila Nova de Ourém, foram condecorados todos os Bombeiros que integraram as citadas equipas, com a medalha de ouro de duas estrelas da Liga. Finda a cerimónia foi descerrada, no Parque de viaturas da Corporação, uma lápide .

Um movimento embrionário surgiu em Junho de 1986, quando a Comissão da freguesia de Fátima para a angariação de fundos para os Bombeiros de Vila Nova de Ourém, começou a equacionar a criação de uma secção de Bombeiros. Apontando, como exemplo, a “existência de uma filial na freguesia da Freixianda” acreditavam possuir “o elo de ligação para a hipótese dessa adesão – as ambulâncias da confraria das Almas, que embora seja pertença de uma entidade religiosa, constitui uma obra em beneficio da população local”. No dia 24 de Agosto, compareceu na sede dos Bombeiros Voluntários, em Vila Nova de Ourém, “a Comissão pró-criação de uma Secção de Bombeiros na Vila de Fátima.

No dia 7 de Janeiro de 1987, comemoravam os Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Ourém as suas bodas de diamante. Com a presença de várias individualidades, o Padre Vítor Melícias, Capelão Nacional dos Bombeiros Portugueses celebrou uma missa campal na parada do Quartel a que se seguiu, da parte da tarde, a inauguração da Placa Comemorativa do 75.º Aniversário, oferecida pela Câmara Municipal, bem como de um ginásio ao qual foi dado o nome do Comandante da Corporação, Joaquim da Silva. Com várias outros actos significativos, entre eles a atribuição de “medalhas de ouro “1 estrela” de assiduidade com mais de 20 anos.

No final do ano de 1987 foi inaugurado o salão polidesportivo que custou 13.500 contos e que, ocupando uma área de cerca de mil metros quadrados, tem 3 balneários. No entanto, só no final da década seria então lançado o concurso para a «Ampliação e Remodelação do Quartel dos Bombeiros Voluntários de Ourém».

Também mereceu especial atenção a revisão dos Estatutos. Assim, depois de várias reuniões preparatórias, em Fevereiro de 1989, foi “deliberado que se comecem a revogar e a aprovar, artigo por artigo pelo que, dada a sua complexidade, a assembleia deverá ficar em sessão permanente, e que só na última sessão se transcreva na íntegra os novos Estatutos”. Seria apenas na acta de 31 de Agosto desse mesmo ano que os novos Estatutos, entretanto aprovados, seriam transcritos.

Em 19 de Novembro de 1989, são abertas as propostas pela Comissão para o acto público do Concurso de nova obra, composta pelo Engenheiro Carlos Alberto dos Santos Batista, Presidente da Direcção, Engenheiro Júlio Fernando da Silva Gameiro, representante da Comissão de Coordenação da Região de Lisboa e Vale do Tejo, Professor Mário da Silva Coutinho Albuquerque, Presidente da Câmara Municipal de Ourém, António Batista de Oliveira, José António da Silva Santos e Dionísio de Oliveira Reis, respectivamente 1º Secretário, Tesoureiro e 1º Vogal da Associação, e Joaquim da Silva, Comandante do Corpo dos Bombeiros. Analisadas as 6 propostas, foi “deliberado adjudicar as Obras de “ampliação e remodelação do Quartel” à Firma Pastilha & Pastilha, de Casal Vieira, por ser a que melhores condições apresenta para os interesses da Associação.” Assim, foi feito o Auto de Consignação, para poderem começar as obras “aos quinze dias do mês de Janeiro de mil novecentos e noventa

 

Últimas Ocorrências

article thumbnail  -  3 Incêndios                                                -  5   Acidentes rodoviários                                - 249 Emergências Pré hospitalares                   - 518 Serviços de transporte de doentes          - 143 Serviços de apoio e formação       ________________________________________________ Total 918 Ocorrências - 95168 quilómetros percorridos
article thumbnail  -  6 Incêndios                                                -  5   Acidentes rodoviários                                - 312 Emergências Pré hospitalares                   - 562 Serviços de transporte de doentes          - 146 Serviços de apoio e formação       ________________________________________________ Total 1031 Ocorrências - 87599 quilómetros percorridos
article thumbnail  -  8 Incêndios                                                -  10   Acidentes rodoviários                                - 299 Emergências Pré hospitalares                   - 447 Serviços de transporte de doentes          - 138 Serviços de apoio e formação       ________________________________________________ Total 902 Ocorrências - 78964 quilómetros percorridos
More inOcorrências  

Pesquisar no Site

Últimas Noticias e Eventos