Associação Humanitária de

Bombeiros Voluntários de Ourém

B.V. Ourém   249 540 500    B. V. Ourém 
C. S. Ourém   249 540 630    C. S. Ourém 
P.S.P. Ourém   249 540 440    P.S.P. Ourém 
G.N.R. Ourém   249 540 310    G.N.R. Ourém 

Índice do artigo

[ 1970 - 1979 ]

Os anos 70 são marcados pelas obras de ampliação. Depois de terem sido analisadas as propostas para a execução de mão de obra, foi a mesma entregue a Joaquim Gonçalves Jorge. Em 17 de Agosto de 1970, uma Segunda-Feira, começou a demolição da parte a ampliar. No ano seguinte, em Abril, procedia-se à colocação do telhado no novo edifício. No início de 1972, as obras estavam em fase de acabamento, mas para que se encontrem neste estado, deve-se bastante dinheiro, sendo de toda a justiça destacar aqui o nome das firmas : Armazéns de Mercearia Sousa Dias, Lda. - António J. M. de Oliveira, H.os -Fábrica de Cerâmica Tijomel - J. Justino das Neves - Metalúrgica Activa de Caxarias. Ld.ª e a Moderna Ouriense, que foram de uma compreensão extraordinária, permitindo que as obras não quebrassem o seu ritmo. Como gratidão pelo seu altruísmo e como forma de o manter ligado à Corporação. Refira-se que os primeiros tijolos para a construção do Quartel vieram da cerâmica em Caxarias, com o rótulo de oferta. A Ambulância Mercedes: ficou com o nome de Acácio Casimiro Gomes do Souto, poeta oureense que, com os seus versos, muito contribuiu para a angariação de fundos no decorrer das festas com esse fim promovidas.

img historia a70

Sendo normal a cedência de instalações para acontecimentos de ordem desportiva e /ou cultural, a partir da Revolução de Abril de 1974, o salão dos Bombeiros é muito requisitado para acções políticas.

Nesse sentido, pode ler-se em acta que, tendo sido recebida “a circular número quatrocentos vinte e oito barra noventa (…) de um do corrente do Governo Civil do Distrito em que é dado conhecimento de que nos termos da Lei, é posto à disposição dos Partidos Políticos, concorrentes às eleições, as nossas instalações para a realização da propaganda em moldes a combinar com a importância a cobrar pela cedência” o presidente da Direcção, Dr. António Pereira Marinho propôs que a “importância a cobrar não poderá ser inferior a quinhentos escudos para cada sessão”. Não deixariam contudo de ser emprestadas para fins mais comunitários, como por exemplo casamentos.

O biénio de 1976-1977 foi marcado por algumas vissicitudes, já que teve de se realizar uma Assembleia extraordinária em 26 de Março de 1977, para se proceder à eleição de novos Presidente e Vice-Presidente da direcção, tendo sido designados João Maria Campeão Patacho para Presidente e Maria da Graça de Almeida Pereira Verdasca Isabel, para ocupar o lugar de Vice-Presidente.

Em 25 de Junho do mesmo ano, teve de se realizar uma nova Assembleia extraordinária para se proceder à eleição do Tesoureiro e do 2º vogal por terem apresentado a demissão. Passaram a exercer o cargo Manuel Mangas da Silva, como Tesoureiro e Júlio Manuel Lopes Henriques, como 2º Vogal.
Não espanta pois que perante este período atribulado de fim de mandato, as novas eleições pudessem trazer algumas novidades. E, de facto, pela primeira vez na história dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Ourém , surgiram duas listas. No dia 21 de Abril de 1978, na Assembleia Geral Extraordinária para eleição dos novos dirigentes para os anos de 1978-1979, com bastante afluência de votantes, acabou por ser eleita a lista 1, cuja Direcção era encabeçada por Joaquim da Silva.

Segundo a Liga de Bombeiros Portugueses, em 1978, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Ourém, com sede na Avenida D. Nuno Álvares Pereira, apresentava, nessa altura, as seguintes características:

Telecomunicações: Telefone 42234 e rádio
Presidente da Direcção e 1.º Comandante: Joaquim da Silva
Instalações: Sede, Quartel, Casa Escola e Estação de Serviço
Viaturas antigas: l Chevrolet de 1929
Material antigo: l bomba braçal
Viaturas: Carros de fogo: 8
Ambulâncias: 6
Pessoal: Quadro honorário: 2
Corpo activo: 98
Corpo auxiliar: Enfermeiros: 7 Motoristas: l Permanentes: l
Actividades desportivas: Basquetebol, hóquei em patins, futebol e futebol de salão.

1979 seria, pelas piores razões, um ano que se destaca claramente na história dos anos 70 desta Corporação de Bombeiros. Fevereiro foi um mês marcado pelas cheias «considerada, com razão, a maior do século, tendo inundado em proporções alarmantes toda a área dominada pela bacia do Tejo, desde Abrantes a Lisboa, com especial incidência no Rossio ao Sul do Tejo e zona de Santarém. Grandes operações de salvamento foram desencadeadas mobilizando os meios aéreos, aquáticos e terrestres ao cuidado das forças armadas.

 

Pesquisar no Site

Últimas Ocorrências

  -    7 Incêndios   -  5 Acidentes rodoviários  - 279 Emergências Pré hospitalares - 496 Serviços de transporte de doentes  - 134 Serviços de apoio e formação       ________________________________________________ Total  921 Ocorrências - 90358 quilómetros percorridos
  -    10 Incêndios   -  8 Acidentes rodoviários  - 261 Emergências Pré hospitalares - 503 Serviços de transporte de doentes  - 120 Serviços de apoio e formação       ________________________________________________ Total  902 Ocorrências - 87231 quilómetros percorridos
  -    5 Incêndios   -  2 Acidentes rodoviários  - 186 Emergências Pré hospitalares - 481 Serviços de transporte de doentes  - 120 Serviços de apoio e formação       ________________________________________________ Total  794 Ocorrências - 69284 quilómetros percorridos
More inOcorrências